quinta-feira, 7 de abril de 2011

O MÉRITO


A noite passada estive a ver, na nossa Benfica TV, o programa “DEBATE” onde quatro simpáticos rapazes discutem diversos temas atinentes ao nosso Clube e ao desporto em geral. Ouço-os sempre com o maior agrado, até pela forma desinibida como tratam tais assuntos e pela sua garra benfiquista. Porém, ontem, senti-me desiludido e agastado quando um deles, após muitas considerações, reconheceu que a Organização criminosa de Futebol do Porto tinha, inegavelmente, uma grande equipa e que a sua vitória não deixava de ser justa e com mérito. Fiquei espantado porque, por um lado e mesmo a ser verdade, como benfiquista nunca o haveria de dizer, e por outro porque, além do mais, é uma refinada mentira. Lamento que seja sempre assim: no final do campeonato e por mais que ele seja viciado, todos vêm ao beija-mão de reconhecer a sua validade. Nada me custa reconhecer mérito naqueles que actuam com lealdade e respeito pelo esforço nobre dos seus concorrentes. Não é o que, de forma alguma,  se tem verificado. Poderão ter, quiçá, uma boa equipa, mas não é nela que poderá estar o mérito. Também, pudera! Pelo que fazem e como o fazem quase sempre, mal seria se a não tivessem!
Sinto-me um homem coerente, tenho os meus valores e, por uma questão de princípio, por nada deste mundo reconheceria mérito na vitória dos Corruptos, porque  eles não são um Clube, são literalmente uma Associação de malfeitores onde tudo vale para atingir os seus repreensíveis fins e onde nada de positivo se aproveita. São trafulhas, são batoteiros, são ladrões, são terroristas perigosos, são violentos, não têm noção da honra, pautam-se pelo mau carácter, não sabem ganhar, muito menos perder, não respeitam ninguém, são dirigidos por indivíduos da pior espécie como cidadãos, vêm espalhando o ódio e a subversão de todos os valores fundamentais do desporto há mais de trinta anos, testemunhados e contados por mim, todinhos, um a um, na vã esperança de os ver acabar um dia. Muitos dos amigos benfiquistas que me lêem ainda andavam de cueiros quando esta malfadada gente levantou a grimpa, por isso eu sei bem o que passei e como me vou lamentando com todo esse vergonhoso tempo. Não os considero nem rivais, nem adversários, nem inimigos sequer e sim uma peste deletéria que apareceu neste País, indignos de enfrentar outros parceiros que competem com honradez e, se estivesse na minha mão, recusaria a limine defrontá-los sequer o que, se fosse noutra Nação onde a Justiça funcionasse, aconteceria certamente.
Então, ainda por cima e apesar de tudo, terei de lhes reconhecer quaisquer méritos? Suprema injúria! Só se perdesse mesmo a minha noção de vergonha e decência. Não sou daqueles que, mesmo não a podendo vencer, me juntaria a gente como essa. Poderia estar a fenecer com a mais terrível doença  e se, por conjectura, possuíssem o remédio para a minha cura e mo ministrassem com a condição de me juntar a eles, preferiria a morte sem hesitar, pois tal vida assim conseguida seria uma escravidão e não  passaria de um réprobo, sabendo também que, com tal atitude, vencê-los-ia e tornaria a minha alma grandiosa com tão magnificente acto de liberdade. 
E essa Organização é tão pérfida que pretende mesmo destruir a essência, os fundamentos e a própria história do Benfica, ao tudo fazer para O levar pelos tenebrosos caminhos que ela própria vem trilhando. Se os benfiquistas se não precaverem poderão cair, sem remédio, nessa maléfica armadilha o que, pelo que leio, tal parece já acontecer com uns quantos blogues da “gloriosaesfera” que disparam em tudo o que mexe no nosso Clube, fazendo mais estragos que os próprios andrades; a menos que se levem em conta de serem apenas vozes de burro. 
O pouco que consegui na vida foi a pulso, com  esforço e suor,  respeitando valores fundamentais e assim quero acabar. Por via disso, passei a abominar  todos aqueles, que para se guindarem, necessitam de apoucar e pisar os outros.
Enquanto viver combaterei sempre, á medida das minhas forças, sem tibiezas e com determinação, toda essa Agremiação do Freixo e seus mentores. Poderá fazer pouca mossa, mas cá me manterei na frente! 

3 comentários:

GuachosVermelhos disse...

Nem morto darei mérito a esses ladrões e lamento muito que alguem na BenficaTv o tenha feito!
Para quem acha que moços até são bons rapazes podem ver aqui a elevação com que nos tratam;
http://guachosvermelhos.blogspot.com/2011/04/ja-deixei-expressa-minha-opiniao-sobre.html
Amigo RIVUS, lutaremos até à morte contra essa escumalha corrupta!

UnumSLB disse...

Excelente. Sem nada a acrescentar.

Viva o Benfica!

FireHead disse...

Primeiro, um aparte: hoje estive na loja do pai do Rúben Amorim - "O Rei das Chaves de Alverca" - porque perdi as minhas chaves e tive que mandar fazer umas novas e por lá fiquei a conversar com ele enquanto ele trabalhava. O homem é mesmo todo fanático e babado.

Mérito aos corruptos? Leiam isso: http://bloguedofirehead.blogspot.com/2011/04/propaganda-nazi-quem-diz-e-quem-e.html

Saudações gloriosas.