domingo, 3 de abril de 2011

O TRIUNFO DOS LADRÕES

Era previsível e mesmo inevitável e por isso se consumou; o Clube do Grémio Corrupto lá abarbatou mais um campeonato. Roubado, comprado ou fabricado, tanto faz - ganho é que nunca - a verdade é que tudo voltou ao normal. Disseram no ano passado que o iam “ganhar” (gamar) á moda deles e que perderam o anterior campeonato porque se tinham distraído; de tais afirmações se pode depreender que os Criminosos, pensando que todos estariam amoldados á canga por eles imposta, se teriam relaxado um tanto nessa consentida rotina. Não sendo como tinham conjecturado e verificando que não podiam descurar em momento algum a sua vigilância furtiva, como aconteceu na última época, voltaram então a arreguilar os olhos e a intensificar a guarda para tudo voltar a correr sem percalços. E então aí está ele, mais um título ganho de forma irrepreensível, limpa e  séria, como não podia deixar de ser.
Neste momento sinto-os a fazer a festa, a deitar os foguetes e a berrar a sua euforia pelas ruas onde predominam. Infelizmente eu tenho que os ouvir e fico a ranger os dentes de impotência e raiva. Podeis ter pena de mim porque moro aqui no norte onde proliferam grandes manadas dessas bestas e, nestas alturas, chego a ter inveja dos benfiquistas que vivem noutras paragens pois não têm que aturar tão abominável ralé. Também porque se me afigura que eu próprio voltei a um rotineiro modus vivendi interrompido no passado ano, pelos vistos de forma casual. A minha sina parece a de estar condenado a assistir todos os anos á, para mim, penosa festa dos mesmos de sempre!  Será que este pesadelo nunca mais vai acabar?
Embora inconformado com a impotência de nada poder fazer no sentido de rejeitar a aceitação de um estado de coisas imposto criminosamente poderei, no entanto, apelar á minha indiferença e ao meu desprezo pela reles canalha sem dignidade e sem lei e será, neste momento, o que pode trazer algum ânimo á minha amarga revolta, tomando também consciência da minha força moral em relação ao Bando Criminoso das Antas. Ganhem o que pensam ter ganho, roubem o que roubarem, manipulem os campeonatos que quiserem, nunca lhes reconhecerei tais vitórias porque elas são forjadas na desvergonha, na mentira e no ódio e constituem insultos ás pessoas que caminham na vida com honra e decência. 
Os ladrões, quando ninguém os molesta pelos seus roubos e se passeiam impunes, também se sentem impelidos a retumbar o despojo das suas pilhagens, alardeando glória! 
Que lhes aproveite! É natural e legítimo eu esperar que virá um dia no qual o salteador será irremediavelmente caçado. “Fur quousque furatur, donec deprehendatur.”  (O ladrão só rouba até ser apanhado!)
A frustração e o desânimo parecem estar na incerteza da demora.

7 comentários:

Manuel disse...

Amigo Rivus, não vamos desesperar, pois ainda há muita coisa para ganhar.

Eu também estou chateado*. Mas tiveram muita sorte, ou melhor, tivemos muito azar. O Roberto, que esteve nos 2 golos, teve uma noite infeliz (ele nunca mais sofre um golo como o 1º), embora nos tivesse safado 2 golos certos. Acontece. O resultado certo era um empate.

Temos de pensar que o JJ tentou poupar os jogadores para 5ª feira. Que é um jogo muito importante e temos de conseguir um bom resultado para levarmos para a Holanda. O próximo encontro com os andrades é que é importante. Levamos uma vantagem de 2 golos e é então que temos de ganhar.

Tivemos azar com os lesionados, também. O Maxi fez muita falta, por isso encaminharam o jogo todo pela nossa direita. Enfim, foi tudo a favor dos andrades. Vamos mas é levantar a cabeça, pois há ainda muito a ganhar até ao fim da época.

Viva o Benfica!

Dylan disse...

é um dia difícil, meu caro.
No entanto, continuam a ser muito pequenos. Imagine só, abro a janela e ouço o que comemoram. Não, não é o "nós somos campeões", preferem as clássicas injúrias ao Glorioso Sport Lisboa e Benfica. Até nisso são provincianos e tampouco sabem ganhar.

FireHead disse...

Pois é, amigo, dói perder em casa contra os corruptos e assistir aos festejos por mais um campeonato habilidosamente conquistado. Admito que eles ganharam bem na Luz, mas se houvesse justiça não seriam (ainda) campeões. E felizmente tenho a sorte de não ter de levar com essa escumalha aqui em Alverca, pois os Andrades são poucos e até podem ser contados com os dedos.
Há que levantar a cabeça e é já, pois um jogo bem mais importante que este que passou é na quinta-feira, um jogo para uma competição bem mais prestigiante e importante que o campeonato nacional. Espero que o Spartak cumpra com a sua obrigação e tire o pio a essa gentalha. Temos depois também mais um jogo com a ranhetice novamente na Luz para a taça que queremos muito ganhar (já não a ganhamos desde 2004) e apesar da boa vantagem que trazemos do antro dos ladrões, é sempre bom ganharmos o jogo que é para apagarmos a frustração que é termos pedido o jogo na Luz.
Eles que festejem esse títulozeco agora e rezem para que não sejamos nós os últimos a festejar no final da época.

cmo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Dylan disse...

Estranhava a demora em limpar o esterco de alguns comentários. Isso só prova que o banho na Luz não foi bem aplicado - ainda faltou a loção para a sarna!